Os opostos se atraem

Dois trens
à 200km/h
indo, em direções opostas
para o mesmo ponto

Alguns km do impacto
ambos os maquinistas
movidos pela intuição, falha
pressentem a aproximação

Ao mesmo tempo,
engatam ré
a meia marcha

ao se sentirem seguros
voltam pra linha
pra rota inicial
a toda velocidade

[ou a gente colide ou para]

modernidade líquida

Quando foi que esse bicho morto
Substituiu o meu peito?
quando foi que gostar,
deixou de ser suficiente?
quando foi que paixão
virou coisa pesada
grudenta
assustada

Talvez tenha desaprendido a amar,
existe curso disso?
Antes era tão mais fácil
tinha menos a perder.

Talvez esteja ficando velha,
cansada
Eu já não voei demais?

Mas talvez esteja ficando burra,
por que você
Com esse riso bobo
me faz querer tentar, de novo.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑