Contraste

Gosto de como você se espalha,
De como olha de trás dos óculos 
E desse sorriso sempre meio pronto,
A postos
Pra colorir teu rosto.

Gosto da dificuldade
Em te manter vestido,
Das tuas pintas
Todas
E do formato amendoado 
Da tua boca.
Eu gosto é de te ver
Fraco e molhado
Entre as minhas pernas.

Gosto quando você diz que gosta
E dessa linha fina
Que vai da tua nuca
Até o cóx

Você diz que não entende poesia
Mas é em noites quentes como essa, meu bem
Que nascem os poemas

Blog no WordPress.com.

Acima ↑